Archive for the ‘Into the Deep Unknown’ Category

h1

Floresta que dá peixe

abril 1, 2011

Manguezal

Manguezal


É possível uma árvore de 20 metros crescer numa lama mole? essas árvores sobreviverem num solo quase totalmente sem oxigênio? sobreviverem à invasão da água do mar com a maré alta, trazendo muito sal? É possível sim. Isso é o que fazem aquelas árvores que vivem onde ninguém mais quer viver: as árvores de Mangue.
Os manguezais são ecossistemas ditos de baixa diversidade (No Brasil, há só 3 gêneros e 6 espécies de Mangue), porém, a abundância é enorme, e todo o sistema é produtivo. Para a economia e a subsistência das comunidades adjacentes, os mangues são de extrema importância, pois servem de berçário para camarões e peixes, que vem desovar na maré alta, e os ovos e larvas se desenvolvem em poças entre as árvores, e ao atingir a idade adulta, vão para mar aberto aproveitando a maré alta. daí o pescador afirmar que “o mangue é floresta que dá peixe”.
Outra grande fonte de renda retirada dos manguezais são os caranguejos, um grande atrativo da culinária de vários lugares. Os principais caranguejos coletados para alimentação são o Caranguejo Uçá (Ucides cordatus) e, minoritariamente, o Guaiamu (Cardisoma guanhumi).
uça
Uçá
guaiamu
Guaiamu
A coleta dos caranguejos é feita respeitando-se as regras de pegar apenas os machos, fora do período de reprodução, durante as chuvas de verão, para garantir a manutenção da população pros próximos anos: O Uçá atinge seu tamanho comercial com 7 anos de idade pelo menos. são presentes também pequenos caranguejos conhecidos como Chama-maré (Uca spp.), extremamente territorialistas e cavam tocas na lama para viver, se caracterizam pelos machos terem um quelípede (a ‘pinça’) grande e um bem reduzido, e devem seu nome popular ao movimento que os machos fazem para atrair as fêmeas com seu quelípede maior.
uca
Outros caranguejos característicos dos manguezais são o Aratu vermelho (Goniopsis cruentata) e o Aratu Marinheiro (Aratus pisonii). o primeiro vive na lama entre as raízes do mangue, tem uma coloração escura com as patas vermelhas, atinge porte médio, não cava tocas e movimenta-se numa velocidade impressionante. O último costuma ser bem pequeno, apresenta uma coloração cinzenta, ou preta com manchas brancas e é arbícola: quando a maré sobe, ele escala as árvores pois não suporta ficar submerso.
goniopsis
aratus
Aves também encontram seu lar nos manguezais, como por exemplo o Guará (Eudocimus ruber), ave símbolo dos manguezais maranhenses, que deve a coloração vermelha de suas penas a sua dieta composta de caranguejos, que possuem um pigmento dessa cor, e o Taquiri-do-mangue (Nycticorax nycticorax), chamado em outras regiões de Savacu.
guará
Guará
taquiri
Taquiri-do-mangue
Na flora destacam-se o Mangue Vermelho (Rhizophora mangle, R. racemosa e R. harrisonii), com suas rizóforos, raízes expostas e que formam uma ampla base, garante a sustentação na lama, e resolvem o problema da anoxia do solo com as Lenticelas, estruturas adaptadas a captar o ar atmosférico.
mangle
O Mangue negro (Avicennia germinans, A. schaueriana), que não apresenta rizóforos mas possui raízes radiais rasas e amplas, com Pneumatóforos: Raízes com geotropismo negativo, ou seja, que crescem para cima, aflorando do solo, tendo a função de captar o ar atmosférico com lenticelas. Absorve a salinidade da água do mar, eliminando cristais de sal pelas folhas. Também chamado de Siriúba, palavra de origem indígena, significando “Árvore do caranguejo” devido ao fato das tocas de caranguejos serem presentes mais próximas das raízes da Avicennia.
avicennia
Por último, o mangue branco ou tinteira (Laguncularia racemosa) é uma espécie que procura solos mais arenosos, e apresentam pneumatóforos menos proeminentes. destaca-se pela pesença de folhas amareladas, prestes a serem trocadas.
laguncularia1
As árvores de mangue não produzem sementes, pois desenvolveram viviparidade. A semente germina dentro do fruto ainda preso à planta-mãe, e dá origem a propágulos. No Mangue vermelho, os propágulos tem a forma de canetas, sendo bastante encontradas em praias. propágulos podem ficar à deriva por até um ano antes de encontrarem um solo propício para se desenvolverem.
propagules
As plantas do mangue são seres endêmicos de manguezais, que não suportam competição por espaço e nutrientes com outras espécies de terra firme, tendo que viver em condições adversas com a salinidade da água e solo anóxico. Devido às condições que oferecem, os mangues são considerados ecossistemas altamente produtivos, garantindo alimento, proteção, condições de reprodução e crescimento para muitas espécies de valor comercial. O principal valor dos manguezais está na produção e exportação de detritos orgânicos para as águas estuarinas. Os detritos em suspensão nas águas, compostos principalmente por fragmentos de folhas de mangue, formam a base alimentar de diversas espécies de caranguejos, camarões e peixes. De todos os ecossistemas, o manguezal é um dos mais produtivos e também o mais vulnerável aos efeitos do desenvolvimento econômico e do crescimento desordenado das populações humanas. Devido a essa fragilidade, o Manguezal é um ecossistema extremamente vulnerável, sendo por vezes aterrado, desmatado e tendo sofrido com lançamento de lixo. O principal valor dos manguezais está na produção e exportação de detritos orgânicos para as águas estuarinas. Os detritos em suspensão nas águas, compostos principalmente por fragmentos de folhas de mangue, formam a base alimentar de diversas espécies de caranguejos, camarões e peixes.
Devido às condições que oferecem, os mangues são considerados ecossistemas altamente produtivos, garantindo alimento, proteção, condições de reprodução e crescimento para muitas espécies de valor comercial.
As comunidades que vivem perto dos mangues precisam ser educadas para evitar a poluição das florestas de mangue, estimulando atividades sustentáveis que proporcionem ganho tanto para a sociedade quanto para o meio ambiente.

Anúncios
h1

Hoax! é uma cilada, Bino!

novembro 30, 2009

Booa noite, visitantes!

O post de hoje tem música, tem ciência, tem inutilidades e outras coisas da vida! xD

o assunto é: uma das coisas que me dá mais raiva receber por e-mail (além de correntes)… os Hoaxes!
ET do Panamá… Ovnis… Folha Universal condenando show do Iron Maiden…. Edir Macêdo condenando posições sexuais em livro.. merda no Danone Activia.. muleque que morreu por ter tomado coca-cola depois de ter comido Mentos… Pepsi Twist que descalcifica os ossos… tudo isso que rola pela net, essas histórias falsas em que quase todo mundo acredita. (inclusive eu, quando era mais ingênuo! xD)

mas tem dois que me chamaram bastante a atenção… o primeiro: me fez rir MUITO! xD

NxZero no show de abertura para o Metallica! (WTF? o.õ)
segue uma reprodução.

NX Zero fará abertura de shows do Metallica no Brasil

26 de Novembro de 2009 | por Seu Agenor, da Agência Barrelas | 353 Comentários

nx-zero-metalica

A banda emocore NX Zero foi confirmada para abrir o shows do Metallica no Brasil em 2010, que acontecem em 28 de janeiro (Porto Alegre) e 30 de janeiro (São Paulo).

Segundo a Vamos Pular Produções, empresa responsável por trazer os roqueiros do Metallica ao Brasil, a escolha se deu pela semelhança de estilos das duas bandas.

“É evidente que quem gosta de NX Zero também gosta de Metallica e vice-versa”, garante Adriana Fagundes, diretora artística da empresa. “NX-Zero, Metallica e Simply Red são as minhas bandas prediletas”, revelou ela.

Ao saber dessa notícia em primeira-mão o Diário de Barrelas ligou imediatamente para o líder da banda, James Hetfield. “Eu ainda não tenho como opinar sobre isso porque nunca ouvi o som deles”, disse Hetfield num primeiro momento, mas depois de receber por e-mail um arquivo com o hit “Razões e Emoções”, o vocalista foi direto.

“Achei fantástico como eles conseguem ser melódicos sem perder a pegada de um rock pesado. Me lembrou muito os suecos do ABBA, ou até mesmo os Bee Gees, que sempre foram uma grande inspiração para as minhas músicas.”

Segundo os organizadores do evento a banda brasileira deverá tocar cerca de seis músicas para depois deixar o palco aos cuidados de James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett e Robert Trujillo. “Estamos preparando um grand finale com o cover de “Close to You”, do The Carpenters”, concluiu Hetfield.

metallica-ao-vivo-nx-zero

Já pelos lados do NX Zero a emoção tem transbordado em lágrimas. “Nós ainda não acreditamos que isso está acontecendo”, afirma Diego, ou simplesmente Di, como é conhecido o vocalista da banda. “O Gee, o Dani, o Fi e o Caco também não param de me ligar a todo instante. Parece um sonho que se tornou realidade”, diz ele com a voz um tanto embargada, prestes a deixar mais uma lágrima rolar pela face. “Eu nem sei o que posso fazer quando estiver frente à frente com o James, mas já estou preparando uma nova composição pra expressar como isso mexe com as nossas vidas.”

Por isso aguarde, o NX-Zero deve emplacar um novo sucesso nos próximos dias, baseado nessa incrível experiência.

nem precisa dizer o quanto isso foi engraçado.. ainda mais num website de um suposto jornal montado sobre a plataforma do WordPress… xD
em tempo: no rodapé do site Diário de Barrelas, onde a “notícia” foi veiculada, existe a inscrição: “O Diário de Barrelas é uma obra fictícia indicada para leitores com mais de 18 anos”.
além do que vale a pena passar por todos as matérias! tudo muito engraçado! xD

Outro e-mail interessante que recebi, falava de um Tatuí gigante encontrado num esgoto em Sorocaba. pra este tambem existem várias versões, cada uma dizendo uma coisa diferente, às vezes dizendo ser um Tatuzinho de jardim mutante, outras como sendo uma nova espécie desconhecida pela ciencia, e outras dizendo se tratar de um ser extraterrestre. (se fosse, eu diria que é um Zerg, aquela raça do StarCraft… xD) Até ufólogos foram enganados com essa mensagem!
a reprodução de uma das versões:

Veja fotos de um inseto encontrado na tubulação de águas pluviais de Sorocaba. O estranho animal foi encontrado e morto por um funcionário do Saae, que ao entrar em uma boca-de-lobo para manutenção, teve a sua perna mordida pelo animal. O animal mede aproximadamente 60 cm e pesa uns 5 quilos e foi encaminhado para estudo no zoológico quinzinho de barros. O biólogo que recebeu o animal no zoológico ficou surpreso e disse que, com certeza, é de uma espécie desconhecida da ciência, ou mesmo uma mutação genética de um animal menor. O funcionário mordido levou 3 pontos e já voltou ao trabalho.
bathynomus
bathy2

Esse bicho é uma mutação? Não!
Esse bicho é um tatuzinho? Não!
Esse bicho é desconhecido pela ciência? Tambem não! Rá! 8)
Trata-se de um crustáceo que vive no fundo do mar, da espécie Bathynomus giganteus. por que não é um tatuí gigante? simples! Os tatuís (ou tatuzinhos) são crustáceos terrestres (únicos existentes) que vivem em regiões úmidas e fazem parte da classe Mallacostraca, e da ordem Decapoda. O B. giganteus é incluído na ordem Isopoda, também da família Mallacostraca. O Bathynomus se alimenta de outros crustáceos e vive em profundidades abaixo dos 170m até os 2000m. ou seja: impossível um bicho desses ter mordido a perna de um cara no esgoto em Sorocaba.
O zoólogo francês Alphonse Milne-Edwards foi o primeiro a descrever o gênero em 1879 depois de ter pescado um B. giganteus juvenil macho no Golfo do México.

Mais fotos do bichinho… xD
isopod
isopod2
o Bathynomus em comparação com o tatuzinho:
bathy

agora Essa imagem deve ser fake.. uheauaheuhauaehuhaehaeu xD

Agora vai uma dica: se você recebeu um Hoax, verifique a procedência das informações! um dos sites mais confiáveis para isso é o E-Farsas! sempre com excelentes pesquisas e detonações de mitos da internet! vale a pena conferir!

Por hoje é só…
Vou indo! abraços a todos! o/
Comenta aí, tio(a)? xD

ps: amanhã dou uma coça naquele povo do Banco Real. até agora a porra da conta não veio! ¬¬’

h1

Os animais híbridos mais bizarros do mundo

novembro 13, 2009

No mundo animal / Izéste mutcha putaria… XD

O conceito de “Espécie” é exatamente: “Dois indivíduos são da mesma espécie se puderem se reproduzir e dar origem a descendentes férteis.”
Há sim a possibilidade de dois indivíduos de espécies diferentes se reproduzirem, mas nem todos os descendentes são férteis. explico jajá! xD
Geralmente quando duas espécies bastante similares compartilham o mesmo ambiente, há a possibilidade, porém remota, de ocorrer o nascimento de híbridos. Mas cientistas loucos que não teem o que fazer começam a tentar reproduzir animais de diferentes espécies em cativeiro, às vezes só pra ver o que sai, e os resultados mais esquisitos são estes:

O Liger é o Gatinho do Chuck Norris: este felino híbrido de um leão com uma tigresa é um animal muito robusto, que pode correr a até 100 km/h, mas o mais impressionante é o tamanho que atinge: até 3 metros de comprimento e meia tonelada! isso se deve ao fato de que os genes que inibem o crescimento nos leões são herança materna, e nos tigres, herança paterna: logo, não há qualquer gene inibidor de crescimento no Liger (ou Ligre, como seria em português). sua pelagem é como a do leão, mas com as listras difusas e fracas.

Liger
bonitinho, neh? xD

Há tambem o Tigon, que é hibrido de um tigre e uma leoa. estes são menores que seus “primos” justamente por receberem a herança dos genes inibidores de crescimento de ambas as partes, mas não há miniaturização. a pelagem é um pouco mais escura, com as listras um pouco mais evidentes. pesam aproximadamente 180 kg.

tigon

Continuando com os felinos, tenho mais um exemplo: híbridos entre o Caracal, também conhecido como Lince do deserto e o Serval. Os híbridos destes animais podem ser animais de estimação, embora custe muito dinheiro, mas para amantes de animais, deve valer a pena!
servical
o “Servical” parece um caracal com pintas difusas.
caraval
e o “Caraval” é mais parecido com o Serval, mas com pintas menores em uma pelagem amarela.

Ainda há trocentos hibridos felinos, mas ha pouco a acrescentar! xD

Agora ESTE é estranho! @_@’

O beefalo é um animal resultante do cruzamento genético de um bovino Bos bovis com um Bison bison, bisão americano, ambos com 30 pares de cromossomos, ou bisão-europeu, Bison bonassus. O beefalo é um animal robusto , inteligente e bastante curioso criado experimentalmente em centros de pesquisa.

beefalo

imagina um churrasco desse bicho.. euahuaeheuah XD

Outro esquisitinho, feito a partir de inseminação artificial é o “Cama”, obtido a partir da união entre um dromedário (chamado tambem de camelo árabe) e uma lhama. (sinceramente.. nao acharam nenhum nome mais criativo?) O dromedário pesa seis vezes o peso de uma lhama, por tanto a inseminação artificial foi necessária para emprenhar a lhama fêmea (cruzamentos entre lhama macho e dromedário fêmea foram tentados sem éxito.) o resultado:

cama

Agora o mais inimaginável, que só descobri na pesquisa pra este post: Iguanas híbridas entre iguana marinha e iguana terrestre, e que acontece na natureza: podem viver tanto na terra quanto no mar. A iguana híbrida pode ser considerada um sucesso, com garras afiadas e podem escalar em cactos e igualmente comer algas marinhas que cresce nas rochas debaixo d’água, Provavelmente ocorre quando, devido a falta de algas marinhas, as iguanas marinhas procurarão o alimento na terra, tomando a fonte do alimento das colônias de iguanas da terra e assim as duas espécies se encontram podendo vir se cruzarem.

iguana

Os animal
Tem uns bicho interessante..

o resto da letra vcs sabem! haeuheauheauhae XD

h1

Atividade Portuária e o Ambiente – Usar sem destruir é possível?

outubro 19, 2009

Parece normal…. o navio sai de lá da china ou da holanda, chega aqui em São Luís (MA) ou Santos (SP), pega os produtos, vai embora, e pronto!
Mas calma aí… tem alguma coisa errada nessa história, e isso é tão sério que pode degenerar todo um ecossistema, extinguir espécies nativas, acabar com o sustento de pescadores… em suma, A COISA VAI FICAR PRETA!

Lastro

Mas o que exatamente causa esse problema?
Vamos primeiro falar do navio: Todos sabem que se não há nenhum contrapeso em qualquer embarcação, ela fica instável: qualquer ondinha pode virar ou até quebrar o navio ao meio! (tempestades não são raras: qualquer ondinha do meio do oceano é coisa de 15 m. de altura!) Logo, os navios precisam de um Lastro: um contrapeso. E hoje em dia o contrapeso preferido dos navios, principalmente os de carga, é a água!
Funciona assim: Quando o navio está vazio, o tanque de lastro é cheio com água da região onde ele está. e quando chega ao destino e recebe a carga, o lastro é despejado por que a própria carga funciona como contrapeso. Notaram algo estranho? não, né? qual deve ser o problema de retirar água do porto na Holanda e despejá-la no Brasil?

O problema é: As caracteristicas da água de lá não são como as da de cá, e alem disso, dentro dos tanques podem vir larvas e cistos de uma enorme variedade de organismos. Se esses organismos sobreviverem às águas em que são despejados, tornam-se competitivos com as espécies nativas, e isso pode levar a um desequilíbrio de grandes proporções!
O principal problema observado na região de São Luís é a invasão de espécies exóticas de microalgas e caranguejos, estes últimos estão competindo com as espécies nativas das regiões de manguezal, o que prejudica as comunidades que dependem da coleta de caranguejos para sobreviver. O caranguejo nativo está ficando mais raro, e o invasor não é viável para a comercialização. Peixes são prejudicados pelo aumento de microalgas, que podem ser tóxicas, e devido À grande concentração de matéria orgânica vinda de rios no golfão maranhense, várias espécies exóticas se deram bem aqui. Para se ter uma idéia, estrelas-do-mar e ouriços-do-mar não existiam na região do golfão.
A invasão via água de lastro mais conhecida a nível nacional refere-se ao molusco bivalve de água doce e salobra, Limnoperna fortunei, originário dos rios asiáticos, em especial da China. O mexilhão provoca redução de diâmetro e obstrução de tubulações das companhias de abastecimento de água e entupimento de turbinas em hidrelétricas. Os prejuízos causados por essa introdução são enormes, demandando manutenções freqüentes com custos extraordinários, além de afetar a pesca de populações tradicionais e prejudicar o sistema de refrigeração e motores de pequenas embarcações.

Agora outra questão crucial: O que deve ser feito para sanar o problema?
A questão não é o que deve ser feito: é o que poderia ser feito!
As normas com relação ao deslastramento são bem claras: paradas programadas para deslastramento e um novo bombeamento de água para os tanques em alto mar, onde a salinidade é maior e os organismos sobreviveriam com dificuldade. Isso impediria a introdução dessas espécies exóticas. Mas os navios não o fazem primeiro por que a fiscalização não é suficiente, segundo por que para analisar a água de lastro, é preciso filtrar 5000 litros de água, procedimento que leva de 4 a 5 horas, e os capitães dos navios não permitem que outras pessoas embarquem por muito tempo, já que um navio é uma extensão do país cuja bandeira a embarcação leva. Mas o principal motivo é: um navio parado chega a gastar mais de R$ 10 mil POR HORA! ninguém quer perder dinheiro! As capitanias dos portos pensam mais nesse aspecto, e relaxam na fiscalização, achando que tudo está no controle deles. O melhor a ser feito seria haver uma integração dos fiscais com os pesquisadores das universidades, o que ajudaria no avanço das pesquisas, além de promover uma fiscalização mais eficaz e protegeria nossos ecossistemas.

Ainda há muito mais a falar sobre isso!

Saiba mais aqui:
http://www.aguadelastrobrasil.org.br/faqs.html

h1

Defecando e transitando….

outubro 15, 2009

Você compra uma garrafinha PET de refri… bebe, joga fora, e acabou a história, certo?

ERRADO!

Arranje um tempo e veja este vídeo! garanto que sua percepção mudará! x)

LITERALMENTE estamos cagando e andando!

h1

Homenagem taxonômica!

setembro 18, 2009

Quando um pesquisador descreve uma nova espécie, tem que batizá-la na nomenclatura binomial criada por Linnaeus, com o nome do gênero iniciando com letra maiúscula seguido pelo epíteto específico em letras minusculas para formar o nome da espécie, que deve ser destacado em itálico. A premissa é simples: toma-se alguma característica específica do novo ser descoberto, e batiza-se com o nome em latim ou latinizado.
Quando o nome da espécie homenageia alguém, o epíteto pode ser escrito com inicial maiúscula, como por exemplo Trypanosoma Cruzi, protozoáio descoberto por Carlos Chagas e batizado em homenagem ao também médico Oswaldo Cruz.
Agora podem surgir várias bizarrices no que diz respeito a homenagens de pesquisadores em suas descobertas! XD
seguem algumas:

“Peter Jaeger, pesquisador Alemão, descobriu uma nova espécie de aranha e a batizou com o nome do rockeiro David Bowie, Heteropdoa davidbowie ganhou esse nome porque Jaeger achou ela parecida com o seu ídolo na época que ele se pintava e fantasiava. Não é a primeira vez que Jaeger coloca o nome de um astro em uma descoberta, Nina Hagen e Udo Lindenberg já foram homenageados com uma espécie e seu amigo, Jason Bond (lol) colocou o nome de Neil Young em uma outra espécie.
1
2

post original

Outras loucuras taxonômicas.. xD

Boselaphus tragocamelus
QUE BICHO É – Antílope da Índia
AUTOR – Pallas
DATA DO BATISMO – 1766

Se existe um bicho quatro-em-um, é esse: a tradução do seu nome a partir do latim significa “boi-veado bode-camelo”. E o animal é realmente uma mistura disso tudo aí. Conhecido como nilgai, ele é encontrado na Índia e no Paquistão, e foi exportado para os EUA no século passado. Lá, o nilgai aparece em muitos ranchos do Texas confundindo as pessoas: de costas é um boi, de frente, um veado

Han solo
QUE BICHO É – Crustáceo pré-histórico
AUTOR – Turvey
DATA DO BATISMO – 2005

Esse trilobite (animal encontrado em forma de fóssil) é um xará perfeito do personagem de Harrison Ford na trilogia original de Guerra nas Estrelas. A desculpa oficial: ele chama “Han”, por ser do rio Han, na China, e “solo” porque era o último sobrevivente do seu gênero. Coincidência? “Todos os personagens de Star Wars têm nomes que soam como nomes científicos”, afirmou o inglês responsável pela descoberta, fã declarado da saga

Agra schwarzeneggeri
QUE BICHO É – Besouro da América Central
AUTOR – Erwin
DATA DO BATISMO – 2002

São mais de 350 mil espécies de besouros no mundo, então dá para imaginar a dificuldade para arrumar nomes novos – há insetos batizados até de Hitler e Bush! Esse besourão especificamente tem uma pata com um calombo no meio que parece um bíceps musculoso, como o do ex-Mister Universo e Exterminador do Futuro e hoje governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger

Juscelinomys candango
QUE BICHO É – Roedor brasileiro do Cerrado
AUTOR – Moojen
DATA DO BATISMO – 1965

Esse ratão com cauda espessa e hábitos subterrâneos – ele constrói túneis e ninhos em buracos -, foi avistado uma vez no cerrado próximo a Brasília, poucos anos depois da inauguração da capital idealizada por Juscelino Kubitschek, de onde vem seu primeiro nome. E “candango” era o nome dado aos trabalhadores que imigravam à capital para sua construção. Não se sabe se o roedor foi extinto

Proceratium google
QUE BICHO É – Formiga africana
AUTOR – Fisher
DATA DO BATISMO – 2005

É bastante comum um biólogo passar meses ou anos procurando espécies novas e, quando avista uma, percebe que ela não é inédita. Para acabar com o problema, o entomólogo americano Brian Fisher usou o Google Earth para mapear onde estão todas as espécies de formigas do mundo. Quando achou uma nova, em uma viagem à ilha de Madagascar, não hesitou e cravou o nome em homenagem à ferramenta de busca

Dracorex hogwartsia
QUE BICHO É – Dinossauro que viveu nos EUA
AUTOR – Bakker
DATA DO BATISMO – 2006

O esqueleto desse dinossauro foi encontrado inteiro por três paleontólogos amadores e doado a um museu de ciências para crianças, onde ficou por dois anos antes de ser nomeado por especialistas. Em homenagem à molecada, o dino ganhou, em latim, o nome de “rei-dragão de Hogwarts” – uma alusão à escola de feitiçaria da série Harry Potter. A autora J.K. Rowling, paleontóloga amadora, adorou a homenagem

Bambiraptor feinbergi
QUE BICHO É – Dinossauro que viveu nos EUA
AUTOR – Burnham
DATA DO BATISMO – 2000

Quando o fóssil desse dino de 30 centímetros e apenas 2 quilos foi encontrado e batizado em referência ao famoso veado dos filmes da Disney, foi a maior polêmica. Os cientistas alegaram que ele ganhou esse nome por ser pequeno e saltitante, apesar de ser parente do ameaçador velociraptor. Não se sabe ao certo se ele é de fato uma espécie única ou um filhote de outra – erro freqüente na taxonomia

Priapulus caudatus
QUE BICHO É – Minhoca marítima
AUTOR – Lamarck
DATA DO BATISMO – 1816

Uma minhoca que pode chegar a 20 centímetros de comprimento e tem um corpo cilíndrico molenga que cresce dependendo da circunstância parece com… exatamente, um pênis. Em latim, “priapulus” quer dizer “pênis pequeno”, e é também nome de uma numerosa família de seres vivos marinhos. Os bichos dessa espécie se movimentam usando as duas “caudas” que ficam na base do corpo, daí o “caudatus”

Reportagem da revista Mundo Estranho! \o

Veja também a Lista de animais que homenageiam celebridades na Wikipédia: